Login • Logout

Identidade Visual nas Sociedades Contemporâneas

Com as alterações comportamentais, próprias de uma sociedade contemporânea, os sistemas de identidade visual e os seus signos constituintes devem ser estudados de forma minuciosa, com enfoque reflexivo sobre como as mensagens devem ser transmitidas para que estas sejam devidamente compreendidas e assim, os consumidores facilmente percebam a necessidade ou utilidade dos bens que têm à disposição, numa “aldeia global” (Mcluhan), onde abunda a quantidade e multiplicidade de produtos e serviços.

As Matrizes de Marketing foram criadas para facilitar as várias análises que devemos fazer quando planeamos o negócio, seja para criar produtos/serviços novos, para estudar o mercado e as suas variáveis, conhecer e compreender os desejos e as necessidades dos consumidores, explorar as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, comparar a empresa com a concorrência, para poder ter um panorama geral da Marca, etc.

 

Quando se visita um sítio web ou se envia um e-mail, o nosso computador precisa de saber a localização do servidor em que a página ou a caixa de e-mail de destino se encontram armazenados para nos poder mostrar a informação que desejamos ver (o conteúdo da página ou o relatório de entrega do e-mail).

A informação da localização destes servidores está noutro servidor (chamado servidor de nomes) que assegura a indicação do endereço certo para a entrega dos pedidos enviados pelo nosso computador para a Internet.

Evolução Histórica

Longe vão os tempos em que as marcas serviam exclusivamente para diferenciar os produtos num mercado. A Marca surgiu com a finalidade primária de identificar e distinguir produtos, bens ou serviços. Marcar - proveniente do anglo-saxónico “to brand” - os produtos, para os identificar e distinguir, manteve-se até à revolução Industrial, de forma resumida e quase exclusivamente às marcas gráficas (logótipos).